Você já se perguntou como surgiu o Halloween? Hoje trazemos essa matéria contando um pouquinho dessa festa, seus símbolos e de sua origem tão diversificada.

Samhain: a parte pagã do Halloween

O primeiro registro oficial da palavra “Halloween” foi feito em meados de 1745, mas o início das práticas festivas dessa data são muito mais antigos. O termo em si é uma reformulação de “All Hallow’s Eve”, que seria “Véspera do Dia de Todos os Santos”, uma data comemorativa cristã que, assim como a maioria, é uma adaptação com influência de tradições pagãs. Nesse caso, o “All Hallow’s Eve”, era o Samhain, uma data celta que celebrava o fim do verão, a última colheita e também quando o “Outro Mundo” ficava mais próximo do nosso e quando relembrarmos de nossos entes queridos que já partiram.

No século IV, o Papa Gregório III mudou o Dia de Todos os Santos para 1° de Novembro (que antes era em 13 de Maio). Dizem que a mudança foi para se unir a outra celebração cristã que já ocorria nesse dia, mas querendo ou não, a mudança tirou a imagem pagã das festividades, misturando o Samhain com o “All Hallow’s Eve” que hoje é o Halloween.

Com várias influências distintas, e as mais antigas sendo passadas de pai para filho, no boca a boca, o Halloween se tornou um “Frankenstein” tendo uma parte de cada rito e tradição unidos e o deixando único. Um exemplo disso é o costume de pedir doces nas portas.

Trick or Treat?

Inicialmente, sendo uma tradição do dia de Finados cristão na Idade Média, as crianças saiam nas portas pedindo bolo, o Bolo das Almas, que era dado em troca de uma oração pelos falecidos da família que desse o bolo. Essa tradição também se uniu a um acontecimento histórico: no período de 1500 à 1700, na Inglaterra, os protestantes perseguiram os católicos reprimindo suas práticas com altos impostos e até prisões. Como forma de se livrar dessa represália, os católicos organizaram um ataque ao rei, que consistia em explodir o parlamento, assim matando o rei. Porém, no dia 5 de Novembro, Guy Fawkes, um católico, foi pego guardando pólvora em sua casa e em seguida, foi enforcado. Neste dia se perpetuou o Dia de Guy Fawkes, onde as pessoas se mascaravam e pediam pastéis e cerveja nas portas dos Católicos. Já quando os colonos ingleses chegaram a América, essa festa se uniu ao Halloween.

Percebamos que a celebração atual teve influência de várias outras tradições, acontecimentos, religiões até chegar no que é hoje. Seu significado foi tão influenciado que até as regiões que originaram o ritual celebram a festa americana e deixam de lado suas histórias locais.

Os Símbolos e a História da Abóbora

Como vimos, uma das grandes influências do Halloween atual vem do festival celta de Samhain, vindo da Irlanda. Também de lá vem a tradição das abóboras com velas dentro, porém, na história original não era uma abóbora, mas sim um nabo. Essa é outra simbologia que mudou por influencia americana, já que lá em Outubro é época de abóboras, elas substituíram o nabo. A história original é a seguinte:

Jack era um beberrão que conseguiu escapar do inferno enganando o diabo, mas ao morrer, ele não foi aceito no céu, assim sua alma permanece vagueando pela noite se orientando com uma lanterna feita de um nabo. Sendo conhecido como “Jack O’Lantern”.

Além da abóbora, outro símbolo que se associa a comemoração são as bruxas, dado ao fato que os pagãos e curandeiros eram condenados e chamados de bruxos na inquisição. Também imagens relacionadas a morte e a noite, como fantasmas, caveiras, zumbis, múmias, gatos, morcegos e as cores preto, roxo e laranja.

O Halloween no Brazil

No nosso país, essa ainda não é uma grande tradição, mas vem crescendo nos últimos 20 anos. Diz-se que isso se dá à influência dos cursos de línguas, que comemoram as datas dos países das suas línguas. Assim como o Halloween passou a ser mais comemorado aqui, o Dia do Saci também foi oficializado no dia 31 de Outubro para haver essa “troca” de tradições e a representação do nosso folclore.

Por enquanto, o que mais temos aqui são festas temáticas, fantasias e também amigos se reunindo para ver mídias de terror. Por isso, o Serial Cookies traz uma pequena lista de dicas para você curtir seu Halloween no maior estilo Geek!

Filme: Halloween (2018)

A sequência oficial do clássico de 1978 traz a volta do Serial Killer Michael Myers e Jamie Lee Curtis como Laurie Strode. Com várias cenas de assassinato, o filme está em cartaz e vários cinemas estão oferecendo combos especiais nessa data. Leia nossa crítica AQUI.

Jogo: Until Dawn

O exclusivo da Sony que traz uma experiência de jogar um filme. Com várias referências à clássicos do terror e múltiplos finais, sendo que suas escolhas e diálogos durante o gameplay realmente interferem no fim do game.

Livro: A Branca dos Mortos e os Sete Zumbis

Um livro brasileiro que mistura terror com os contos de fada clássicos. O escritor Fábio Yabu traz 12 contos, como “Samarapunzel”, “Cindehella e o Sapatinho Infernal”, “João, Maria e Os Outros” e “Bela Incorrupta”. Vale valorizar o cenário nacional com esse livro que você não vai se arrepender de ler!

A equipe do Serial deseja um ótimo Halloween com muitos cookies à todos! 🎃